domingo, 16 de março de 2008

Humor Nonsense (ou então: Vídeos que Nunca Serão Assistidos)

Nesse tópico gostaria de colocar alguns vídeos de artistas que fazem humor nonsense, um dos meus tipos preferidos.

O que é humor nonsense? Bem, ele se baseia na mistura de temas aparentemente sem conexão, no exagero ao extremo de personagens caricatos e em referências, sátiras e paródias a diversas fontes distintas. Costumam conter fortes críticas a outras obras.

Talvez o grupo mais famoso nesse estilo seja o Monty Phyton. O primeiro vídeo aqui é o curta "Futebol dos Filósofos". O segundo é "Argument Clinic", da série "Flying Circus".





Outro grande comediante nonsense é Mel Brooks. Ambos os vídeos daqui são do filme "História do Mundo - Parte 1", no qual pedaços da história do mundo são contados de uma forma não muito tradicional. O primeiro trata da Última Ceia, enquanto que o segundo fala (de uma maneira à la Broadway) sobre a Inquisição Espanhola.





O terceiro artista de quem eu gostaria de falar é Woody Allen, que tem um estilo bem diferente dos outros. A maior parte de seus filmes não são pura comédia. Eles trazem um conteúdo muito sério, geralmente baseado em um existencialismo depressivo. Mas, mesmo assim, constumam ser engraçados (no estilo da segunda charge do post anterior a esse). O primeiro vídeo mostra uma cena de "Noivo Neurótico, Noiva Nervosa" ("Annie Hall"), em que se pode observar o que eu quero dizer. O segundo é um trecho mais leve de "Desconstruindo Harry" (o que eu digo que é mais leve começa em 3:00 min, o resto é pesado! É a cena em que Mel (Robin Williams) fica fora de foco, questão tratada com uma certa normalidade pelos outros personagens).





Li uma teoria na internet que dizia que nerds são considerados seres estranhos justamente pelas piadas nonsense, uma vez que não conseguem ficar mais de 10 minutos sem soltar um Ni ou então um 42.

De qualquer forma, outras fontes de humor nonsense são Os Simpsons e um pouco de Seinfeld. Ah, e também o post Da Teoria da Conspiração dos Grãos de Café desse blog, que não foi muito bem compreendido. Fim.

13 comentários:

Fabi disse...

Ninguém comentou??? hehehe...
Aquele videozinho de Annie Hall é uma das poucas partes engraçadas do filme.

rizbicki disse...

De fato, Annie Hall (Noivo Neurótico, Noiva Nervosa) não é um filme para se dar gargalhadas. E ele tem algumas partes bastante interessantes (eu gosto muito daquele diálogo do Alvy com a Annie em que aparece escrito o que eles estão pensando enquanto conversam).

Renata Brunelli disse...

Ah, não sei... para mim os humoristas que seguem essa vertente parecem meio desesperados pra te fazer rir... quer dizer, tem algumas situações bem engraçadas, mas não gosto quando termino de ver uma cena de humor e penso "hmm, isso foi forçado"...

rizbicki disse...

Eu penso "hmm, isso foi forçado", por exemplo, quando vejo piadas que provém de incapacidades físicas bobas dos personagens. Por exemplo, um cara que tenta abrir uma porta e fica dez minutos lá mas não consegue...esse tipo de situação aparece na maior parte das comédias, e o que passa pela minha cabeça é "que enrolação!". É muito fácil fazer algo assim (sem querer desmerecer os artistas)...
Mesmo o Woody Allen tem muito disso em alguns filmes como "O Dorminhoco". Isso acontece muito em Simpsons tb, e me deixa bravo! Uma vez é engraçado, mas ficar batendo na mesma tecla...parece que eles tem que completar os 30 minutos e não sabem como.

Mas pra fazer a pessoa rir com nonsense já não é tão fácil...existe uma barreira grande entre nonsense e "bobagem", que por enquanto eu não consegui definir direito (se alguém conseguir, escreva aqui, por favor!). Por que eu acho a cena do Robin Williams fora de foco engraçada, e não boba? Não consigo dizer...talvez pq dentro do contexto do filme ela seja engraçada. Talvez, se vista isoladamente, ela seja boba. Como eu vi pela 1a vez dentro do filme, eu a achei engraçada, talvez vcs (se alguém a vir!) a ache boba...não consigo definir direito...

Renata Brunelli disse...

E a propósito, vc já viu isso?
http://mtv.uol.com.br/drops/drops.php?id=34731

rizbicki disse...

Aham!! O vídeo "Argument Clinic" é do "“Monty Python´s Flying Circus"...tô louco pra comprar! (bom é que meu pai tb gosta, logo...)

O mais engraçado é que o grupo Monty Phyton teve sua estréia justamente no “Flying Circus" (se não me engando em 69), mas só agora está saidno o DVD aqui...

rizbicki disse...

(e muito legal o guia :))

Z disse...

Que coincidência! Acabei de ver um filme do Woody Allen: "Sonhos de um sedutor". Muito engraçado! E do jeito que você comentou, Rafael.
Sobre o humor forçado, talvez isso ocorra de vez em quando nesse tipo de comédia, mas ocorre com muito maior freqüência em seriados e filmes famosos por aí, principalmente os "Todo mundo em pânico X", para X >= 2, e os seus seguidores.

rizbicki disse...

Hehe, quando escrevi o negócio de humor forçado aí nos comentário, tb pensei em "Todo mundo em pânico X", para X >= 2...(na verdade só vi o X=3, então achei melhor não falar nada...)

"Sonhos de um sedutor" é um filme que ainda está na minha lista de filmes não vistos...

Renata Brunelli disse...

Todo Mundo em Pânico X e filmes do Ben Stiler em geral (tá, Quem Vai Ficar com Mary é bom, mas o resto é mais do mesmo)...
Nesses filmes gozação (tipo Todo Mundo em Pânico, Não é Mais um Besteirol Americano, etc) sempre tem um personagem com problema mental, que fica fazendo Düuh e falando de cocô, por exemplo... não consigo entender como uma pessoa de dispõe a fazer isso e ainda acha que vai me deixar feliz...

rizbicki disse...

haha...e a questão é que consegue deixar um monte de gente feliz..

ahtomita disse...

temporariamente feliz, se ficasse
muito tempo feliz não geraria mais
consumo de besteirol...

Leão Batata disse...

para quem gosta de nonsense eu recomendo o Gorila Voador!
http://gorilavoador.blogspot.com/ é uma embriaguez de sucesso!
BJS