terça-feira, 3 de junho de 2008

Música...

Talvez os leitores desse blog - se é qua ainda resta algum - estejam cansados de tópicos que envolvam música.... e fazer o quê?Esse Post não será diferente.

Falarei brevemente sobre o disco Orillas (Margens/Bordas, em espanhol), de Juan Carmona. Trata-se de um CD que une o flamenco a elementos da música de Marrocos. O que mais chama a atenção nesse disco, para mim, é a grande influência de Vicente Amigo, principalmente de discos como Ciudad de las ideas, que trazem um estilo pop que muitos seguem hoje (inclusive o próprio Paco de Lucia, ao meu ver), com o violão como um instrumento não tão em primeiro plano como de costume e que une as diferentes partes da música, além de picados em quantidade maior que a usual e menos alzapúas e arpejos.

Independente de autenticidade, gostei muito do CD. (Afinal, porque autenticidade é tão necessária? Concordo que é algo interessante, principalmente quando se fala do futuro de um gênero musical, mas não creio que seja necessária para que um disco seja considerado bom. (Não estou falando de plágio, longe disso!)). Voltando ao assunto, Orillas conta com grandes artistas, inclusive com a "ocidentalizada" (no sentido de ser uma cantora flamenca mais "light") Montse Cortes, na qual estou viciado ultimamente - e vale a pena ser escutada - e o alaudista Saïd Chraïbi.

Irei colocar aqui alguns vídeos que encontrei no youtube. Aparentemente eles misturam Orillas com um cd chamado Sinfonía Flamenca (na verdade, esse parece ser o que predomina), ao qual ainda não tenho "acesso' (ainda não encontrei por aí!). Primeiramente, uma trecho de apenas 30 segundos com uma bulería:



Aqui há um tango:



Uma alegría:



E algo para terminar:

Um comentário:

Daniella disse...

"Talvez os leitores desse blog - se é qua ainda resta algum - estejam cansados de tópicos que envolvam música.... e fazer o quê?Esse Post não será diferente."

Ô meu amigo, música sempre é bom!!